Universidades Angolanas

A alguns anos atrás, fazer um curso universitário em Angola era complicado: faltavam universidades, professores universitários e até meios para o ensino, dificuldades essas já conhecidas por todos.
Pois bem, passado os anos de maior crise esperavam-se melhorias. Essas, surgiram nas Universidades estatais, contrataram-se professores nacionais e estrangeiros, criaram-se as mínimas condições nestas… depois apareceram as Universidades privadas.
A esperança de uma oportunidade de ensino melhor para quem podia ou não pagar alegrou muitos jovens angolanos com ambição de vencer.
Hoje muitas destas Universidades privadas já funcionam a mais de 10 anos, e as estatais já tiveram tempo para tudo: organizarem-se, criarem condições para os professores e alunos, crescerem, estabelecerem metas e cumpri-las.
Mas o que vemos é preocupante, desgastante, FRUSTRANTE. Não importa se é estatal ou privada, o que acontece é NACIONAL. Há falta de organização, de respeito. A humilhação é demais para aqueles que estudam e se esforçam o ano todo, p chegar ao fim do ano (e até do curso) e só encontrarem problemas, dissabores por parte de quem está encarregue de formar cidadãos jovens e batalhadores.
Quantos exemplos já tivemos ou já testemunhamos acerca da tamanha desorganização nas nossas Universidades????
Nós estudantes angolanos já nos vamos habituando à não termos voz, a sermos os últimos ouvidos e os primeiros a sermos julgados.
Mas estamos a chegar a um ponto em que já não será possível aguentar tanta injustiça e bandalha.
Quem nunca ouviu falar de na Universidade Agostinho Neto (qualquer uma das suas Faculdades) na altura dos exames de aptidão venderem lugares, sabotando nas notas de quem poderia ter passado, mas que por vigarice tem que recorrer a pagamentos ilícitos para poder ingressar ou então matricular-se numa privada se quiser estudar estudar??
Todos os anos nesta mesma Universidade por falta de honestidade, clareza e organização dos trabalhadores e/ou professores somem notas (só as positivas, o que é mais engraçado), ou então são substituídas por notas mais baixas; E quando o aluno vai reclamar, tem que dar voltas e mais voltas, correndo o risco de repetir a cadeira depois do esforço.
Pois bem, o mal não é só nas estatais!!!!!
Estamos a falar de casos em que já se paga um balúrdio para poder concluir o curso, estamos a falar de Universidades como:
Universidade Lusíadas, em que todos os anos somem notas, e que o aluno que muitas vezes já luta para ter o pouco dinheiro que paga a faculdade ainda tem que acrescentar 50/70 usd para refazer a cadeira, sem contar com as multas exorbitantes em caso de atraso das propinas.
Universidade Católica, que já foi um exemplo mais que de alguns anos para cá vem se igualando as demais, e que se o aluno não fizer um exame por motivo de doença, mesmo que apareça la com o justificativo, mapa de internamento e todos os papeis que justifiquem a respectiva falta, simplesmente os responsáveis não da cadeira mas do curso respondem, com a arrogância do cargo, o problema não é nosso; e la vai o desgraçado repetir.
Universidade Jean Piaget. que para além das notas sumidas em todos os cursos, os professores do curso de Medicina que nunca cumprem datas, não mandam as notas a tempo e os alunos bolseiros quase que perdem a bolsa de estudo, porque ninguém é culpado dos atrasos nesta, e a renovação da bolsa é sempre feita no principio do ano, e só com muito choro e confusão é que a instituição responsável pelas bolsas remarca a data de assinatura do contrato (todos os anos o mesmo). Os alunos finalistas que para defenderem a monografia todos os anos têm que se chatear, fazer bagunça, mandar cartas a reclamar (o mesmo de sempre), porque nunca cumprem datas.
Universidade Gregorio Semedo, que pautas inteiras desaparecem e os desgraçados dos alunos que já chegaram ao último ano do curso, recebem a triste notícia de que se as notas do 1º, 2º, 3º ano não aparecerem terão de repetir as respectivas cadeiras (4 anos de estudo para nada).
Universidade Oscar Ribas, que o cambio muda em Fevereiro e o auno coitado que já depositou na conta corrente da Universidade o valor da propina antes do cambio subir, em Dezembro, tem que correr, pagar a diferença porque senão a multa sobe e salve-se quem puder.
O ISPRA, que depois de tantos anos sempre o mesmo, notas que somem, certificados que se vendem, epá tudo igual as outras.
São esses alguns exemplos do que acontece em TODAS Universidades de Angola, (se existe uma que se safe, então é abençoada).
Ainda têm a lata de no principio do ano fazer circular as respectivas leis internas “O DIREITO E O DEVER DO ALUNO”.
Onde está o nosso direito de reclamar, reivindicar pelo que achamos certo quando ninguém nos ouve?
Onde está o dever das Universidades?
Quando poderemos lutar pelos nossos direitos sem sermos marcados como se de uma guerra se tratasse?
Quando é que essa mentalidade preguiçosa e egoísta vai mudar?
Quando vamos começar a ser respeitados e ouvidos?
Querem ser moralistas, querem dar exemplos quando a realidade é cruel.
SOMOS JOVENS ESTUDANTES, SOMOS LUTADORES, SOMOS O FUTURO DE ANGOLA mas mesmo assim SOMOS OS ÚLTIMOS A SER OUVIDOS E OS PRIMEIROS SER JULGADOS!!!!!!

Advertisements

7 Respostas to “Universidades Angolanas”

  1. A nossa luta tem k continuar nao vamos parar por aki

    eu dou toda minha força

    e é com esse conteudo k os outros estudantes vao ler e contribuir

    força

  2. é pen que eles verão esta mensgem.ele esta bem difinida mostra que temos bons críticos. o que todos devemos fazer é apostar na mudança e não mais na continuidade quando chegar o tempo de votar.
    eu fui testar na faculdade de medicina olha que constava nos tópicopos ja não foi a mesma que saiu na prova porque ja tinham recebido dinheiro de alguns alunos. infelimente nós que não tinhamos como pagar ficamos de fora aconteceu o mesmo no ISCED.

  3. LRibeiro Says:

    isso é triste, sempre as mesmas coisas… temos q mudar

  4. keurenfragoso Says:

    raul e yuri neste momento eu estudo fora de angola
    tal e qual ao raul eu tentei nas faculdades de medicina e foi a mesma coisa
    dpx tem mta gente a dizr k é frescura estudar fora do pais!
    mas adianto desd ja , nao é nem nunca foi!!
    os pais k poem seus filhos a xtudar fora mtas das vzx nem condiçoes tem mas se xforçam e
    lutam pra k isso mude!
    se nao tivexe gente a pagar garanto-vos que essa situaçao ja teria terminado!

  5. Universidades Privadas não respeitam as Leis
    As Universidades Privadas angolanas não respeitam as leis, nem as do trabalho. Brincam com os alunos e com os contratos dos professores. Não há nada garantido, nem a licenciatura dos discentes nem o trabalho dos docentes. Muitas vezes são os próprios docentes que tudo fazem para construir o bom nome da universidade em que trabalham, carregando tudo nas costas e até tirando fotocópias…fazendo tudo o que a parte administrativa se «esquece» de fazer e a «directiva» finge que não sabe. Pouco falta mandar os professores ao banco ir buscar o papelinho do salário….isto quando este chega ou mesmo quando é diminuído sem aviso, nem explicação. Não há controlo legal nenhum. Mas não ponham as culpas nos professores que são os únicos que se esforçam a par dos alunos para cumprir com as obrigações. Para o resto, os proprietários e os directores não passa de uma máquina de fazer dinheiro e até de lavagem de dólares de negócios paralelos.

  6. Marlane Guiri Says:

    Espero q os novos professores,tendo en conta tudo isto estejam a fazer alguma coisa…a situação está mesmo mal.

  7. hoje em dia llei viro moda
    e
    xo
    por
    quando tiver falta de money
    partem pra outra……………………………………………………

    é 100pre axxim + vamox defender ox noxxox objectivox
    COMENTADO POR nelson p. chiemba

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: