A Sociedade Luandense – Princípios Filosóficos de “Madaara” O Visionário Angolano

A Sociedade Luandense

  1. A maior arma de destruição maciça jamais conhecida é a “mulher”
  2. Porquê a mulher? Toda mulher é ambiciosa e gosta de um homem com ambição
  3. Ambição sim, mas assim que a ambição deste homem atingir o limite, em que ele não consiga mais progredir ela passará ao próximo pois a ambição é desmedida
  4. E tudo o que elas usam, as mais capazes, é sua beleza e sedução, pois hoje em dia o termo prostituição foi suavizado, elas sabem como usar o “Eufemismo”
  5. Longos são os tempos em que por de trás de um grande homem, havia uma grande mulher, pois as mulheres utilizam da prostituição suavizada, para alcançar os seus objectivos, por isso fique atento, pois se para ela já não servires serás descartado na primeira oportunidade
  6. Peço desculpa a todas as mulheres trabalhadoras, pois vocês tem todo o meu respeito, mas o género mulher do século 21 possui uma mentalidade ardilosa e muito meticulosa
  7. Na minha sociedade luandense, a ideia de mulher independente foi brutalmente descontextualizada, pois ser independente para elas é trabalhar o mínimo e obter tudo, a custo da prostituição suavizada, e esforço de terceiros
  8. Hoje em dia quase que ninguém escapa ao fenómeno, pois o amor é deixado de lado, pelo materialismo, pois os sentimentos são comprados ao câmbio do dia
  9. Por esse factor a prostituição suavizada tem inicio na minha sociedade, quando elas atingem os 16 anos de idade (outras ainda mais cedo) pois é aí que deixam de ser puras, logo vão aprendendo as melhores técnicas do livro
  10. Algumas já são mestres aos 20 anos de idade, pois tenho de referir também, que na minha sociedade há fome, mas essa fome não esta na estatística da ONU, é uma fome “ambição” pela luxúria, que elas vão trabalhar no duro, e vão suar a pele, por via da prostituição suavizada, tirando o pão das verdadeiras prostitutas (a verdadeira prostituição é uma profissão digna e uma das mais antigas do mundo).
  11. Umas vão continuando para toda a vida, mas só aquelas que realmente tem o instrumento de trabalho (o corpo) qualificado para tal, pois são poucas que chegam até aos 25 anos de idade com o corpo em bom estado de conservação
  12. Umas muito espertas outras nem por isso, têm como principal obstáculo homens inteligentes pois estes calculistas que são, conseguem roubar a maçã e ainda serem pagos, sendo muitas vezes essa a perdição da profissão, pois elas também se apaixonam
  13. Eu também faço parte desta sociedade, e conheço as regras do jogo, pois sem as regras ninguém sobrevive, mas como bom jogador amo o jogo e conheço alguns segredos que me servirão de vantagem em uma determinada ocasião
  14. Para aqueles que não conhecem, digo-vos que é difícil abrir os olhos a esta geração de loucos, porque mesmo estando no jogo é necessário estar atento para não te perderes dentro dele.

 

Obs. para todas mulheres trabalhadoras, eu quero dizer que vos respeito o bastante para reconhecer o vosso valor, continuem fortes, pois facilmente alcançarão os vossos objectivos de uma forma pura, se colocarem em decadência o vosso espírito.

 

Luanda 2 de Março de 2009

Madaara o Visionário

Advertisements

Uma resposta to “A Sociedade Luandense – Princípios Filosóficos de “Madaara” O Visionário Angolano”

  1. Estanislau Mendes Says:

    Curti, já fazes parte dos meus favoritos…
    Continua assim e mostra-lo-ei a alguns amigos tbm

    Bjikuzz

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: